Blog PTX

fábio filipe

Entrevista a Fábio Filipe – Fundador da Academia do Personal Trainer

Estivemos à conversa com Fábio Filipe, fundador da Academia do Personal Trainer, Licenciado em Ciências do Desporto e Mestrado em Exercício e Saúde. Atualmente é Club Manager e Personal Trainer do “People Family Club de Sintra”.

1- Olá Fábio fala-nos um pouco de quando e como é que decidiste entrar no ramo do treino personalizado?

Fábio Filipe - Fundador da Academia do Personal Trainer
Fábio Filipe – Fundador da Academia do Personal Trainer

R: Bem, acho que tudo começas desde muito cedo na minha vida em Alcobaça, a minha terra natal. Sempre tive uma vida ligada ao desporto, no caso, como atleta federado de futebol. De Alcobaça fui convidado, muito novinho, para ingressar no Sporting Clube de Portugal, nessa altura tinha o sonho de chegar a profissional de futebol, mantive-me por lá alguns anos e depois regressei a Alcobaça e continuei a jogar na União de Leiria.

Chegou ao ponto de ter de tomar uma opção, entre continuar a jogar ou seguir para a faculdade. Optei pela segunda e formei-me em Ciências do Desporto e Educação Física na Universidade de Coimbra.

Por todo o meu passado sinceramente apenas via a minha vida ligada ao Desporto de alguma forma. Após o término da licenciatura comecei a trabalhar logo num ginásio pequeno em Alcobaça, mas na altura ainda não existia o serviço de treino personalizado por lá, que era aquilo que eu mais queria fazer. Ao mesmo tempo iniciei o Mestrado em Exercício e Saúde na Faculdade de Motricidade Humana em Lisboa.

Passado um ano ingressei num outro ginásio em Sintra onde iniciei realmente a função de Personal Trainer.

2- Nesses primeiros tempos quais foram as tuas maiores dificuldades para enfrentar o mercado de trabalho e conseguires vender os teus serviços?

R: Na altura foi esse, sem dúvida, o meu primeiro choque: “como é que eu vou fazer para vender o meu serviço?”

Era tímido, não tinha experiência e nunca ninguém me tinha dito na faculdade que eu ia ter de vender o meu serviço, muito menos como o fazer.

Foi aqui que comecei a procurar muita ajuda por parte de colegas mais experientes e que provavelmente já teriam sentido as mesmas dificuldades que eu. Para além disso, tentei procurar informação e formação nesta área específica e pouco ou nada existia. Felizmente, fui conseguindo aplicar aquilo que ia aprendendo e as coisas começaram a correr bem, comecei a construir a minha carteira de clientes.

3- Quando e porquê surgiu a ideia de criares a “Academia do Personal Trainer” ? Queres falar também um pouco sobre esse projeto?

Surge precisamente por sentir que tal como eu, muitos outros Personal Trainers passam neste momento por dificuldades em angariar os seus clientes, e também, em gerir outros aspetos daquilo que é o negócio.

Iniciei a minha carreira como Personal Trainer e ao longo do percurso fui tento cargos de liderança de equipas de Personal Trainers, onde a minha função era potencial os seus resultados e mais tarde assumi também o cargo de Club Manager. Essa experiência fez-me ter perspetivas completamente diferentes da área do negócio e também me fez ver alguns Personal Trainers que eram excelentes tecnicamente abdicarem da sua carreira na área, porque simplesmente não conseguiam construir uma carteira de clientes, isso para mim é triste

Ora, esta é uma das principais missões da Academia do Personal Trainer, ajudar os Personal Trainers a desenvolverem competências nas áreas do marketing, vendas e gestão de negócio. Através de muito conteúdo gratuito, mas também através de formações específicas. Vejo o Personal Trainer não só como um técnico, mas também como um empreendedor e a Academia do Personal Trainer surge para estar ao lado dos Personal Trainers e ajudá-los a criar mais, faturar mais, no fundo a prosperar ao fazer aquilo que mais gostam: Ajudar pessoas.

Academia do Personal Trainer
Academia do Personal Trainer

4- Ao longo deste período, funcionamento da “Academia do Personal Trainer”, quais foram as maiores lacunas que encontraste nos profissionais que te procuram?

R: As maiores dificuldades que me chegam são nas vendas e no marketing.
Por vezes nas vendas, a questão pode ser mais profunda, por exemplo, se um Personal Trainer não estiver seguro das suas valências técnicas ou não acreditar no serviço que está a vender, isso t poderá refletir-se na sua performance em termos de vendas.

5- Crês que o mercado irá mudar no cenário pós-pandemia? Que conselhos deixarias aqui para podemos fazer face a essas alterações, se considera que vão acontecer?

R: Creio que a mudança vai depender muito de caso para caso. A única coisa que é certa, é que ninguém sabe o que vai acontecer daqui para a frente. Durante a quarentena vimos o Online a ganhar muita expressão, pelo menos em termos de comunicação, logo após o desconfinamento, observei um crescimento do Outdoor, e mais recentemente também começo a observar mais pessoas a regressar aos ginásios.

Portanto, aquilo que considero, é que em todas estas situações existem oportunidades a ser exploradas, e aqueles que melhor se vão adaptando e agindo perante as situações, são aqueles que melhor performance conseguem ter.

6 – Como deverá ser a relação das vendas e do marketing com um serviço mais especializado, de forma a que este continue a chegar a cada vez mais pessoas, mas sem comprometer a qualidade/ imagem do mesmo?

R: A venda e o marketing na minha opinião devem ser sempre processo de “Win Win”. Tem de ganhar o cliente e tem de ganhar o Personal Trainer.

Na minha opinião a forma de isto acontecer é através da definição de posicionamentos por parte dos Personal Trainers.

Posicionamento em primeiro lugar a nível técnico, por exemplo: vou dedicar-me a ajudar homens que sofrem de diabetes tipo 2 a perder peso (só um exemplo), e dedico o meu estudo e formação nesta população, vou procurar ser o melhor Personal Trainer a quem estas pessoas podem recorrer para conseguirem alcançar resultados.

Posicionamento depois em termos de marketing vai atrás do posicionamento técnico. Ou seja, eu vou procurar comunicar constantemente com o meu público-alvo, através de conteúdo educacional nas redes sociais ou blogues, para que? Para estar no topo da mente destas pessoas como a pessoa a quem recorrer e isso também me vai facilitar a venda.

Desta forma ganha o cliente porque aquele Personal Trainer tem dedicado realmente muito estudo ao seu caso específico e em pessoas com o mesmo ou problema que o seu. Ganha o Personal Trainer porque consegue desta forma vender com mais facilidade e provavelmente cobrar um valor acima do mercado.