Blog PTX

nutrição ptx

Alimentação saudável em dias de praia

O mês de Junho está a chegar e com ele os dias quentes e longos na praia. O sol traz-nos a boa disposição, o bronzeado e a motivação para refeições mais frescas e leves.

Nesta altura do ano, uma das questões mais frequentes prende-se com a dificuldade de manter as boas escolhas alimentares na praia, que nos mantenham saciados (para não cairmos na tentação de compensar ao final do dia) mas que, acima de tudo, não nos façam sentir inchados e enfartados.

Num dia de praia, a primeira questão de ordem é a hidratação, sendo essencial a ingestão de água ao longo de todo o dia. Para quem prefere uma opção mais original, basta preparar águas aromatizadas! Adicione a uma garrafa de água fresca alguns ingredientes como rodelas de limão, laranja, pepino, hortelã ou outras ervas aromáticas, gengibre, canela… as opções são várias, sendo apenas de evitar a adição de açúcar e mel. Sempre que possível, evite as garrafas de plástico e leve consigo uma garrafa de vidro, inox ou plástico reutilizável (sem BPA).

Sem necessidade de longas horas de trabalho na cozinha e geleiras de grande porte, aqui ficam algumas sugestões de snacks simples, nutritivos e saudáveis:

  • Fruta fresca inteira, já partida, em espetadas ou mesmo em salada. Pode adicionar algumas gotas de sumo de limão para evitar o escurecimento causado pela oxidação. Os frutos vermelhos, como os morangos e os mirtilos, podem ser boas opções para “ir petiscando”. Se os preferir numa versão ainda mais fresca, pode levá-los congelados;
  • Cenoura, pepino, tomate cherry ou aipo (em palitos ou rodelas), simples ou mergulhados em queijo de barrar light;
  • Ovos (bem) cozidos ou bolinhas de queijo flamengo light;
  • Sandes de pão de mistura, incluindo sempre legumes a gosto e uma fonte proteica (frango desfiado, atum, ovo cozido, salmão fumado, queijo magro, fiambre de aves, hummus, manteiga de amêndoa/amendoim) – como alternativa ao pão podemos optar por wraps preparados com tortilhas integrais ou mesmo com alga nori (ex.: “temaki” de salmão fumado, pepino e queijo Philadelphia light – para a praia, evitar o peixe cru);
  • Saladas no Frasco, cuja regra passa essencialmente por colocar o molho em primeiro lugar – azeite, vinagre, vinagre balsâmico, vinagrete (para que não se misture com os restantes ingredientes e não “amoleça” os vegetais mais folhosos), seguido dos ingredientes mais “pesados” (deve escolher 1 ou 2) – massa integral, bulgur, quinoa, cuscuz integral, feijão, grão, tofu, salmão, frango, atum, ovo cozido, queijo magro. Por último, adicionar legumes a gosto. No momento de consumir, basta agitar o frasco para que todos os ingredientes se misturem;
  • Para quem não resiste a um gelado mas prefere optar por algo mais “inofensivo”, existem já várias opções de gelados de gelo (tipo “Solero”) que, muito embora sejam fontes de açúcar, têm um valor calórico baixo (cerca de 50kcal/unidade).

Na próxima ida à praia, prepare na noite anterior alguns dos snacks que mais lhe agradarem, guarde-os numa bolsa térmica e faça deles presença frequente no seu saco!

Por Margarida Guerreiro