Cardio
13 de Outubro, 2018

Mais aprendizagem ou mais diversão?

Se a diversão é um dos aspetos que procura, a conceptualização e os pressupostos associados ao treino, na nossa opinião, poderão estar um pouco enviesados à partida. Treinar, tem por definição: “tornar apto a desempenhar determinada actividade; preparar para a prática de um desporto através de exercícios apropriados; exercitar; praticar…”
O gosto pelo treino, a paixão por uma modalidade, a sensação de bem-estar após cada sessão, a empatia com o treinador farão com certeza com que queira repetir a experiência mas talvez não deva ser a diversão um fim em si.
Qualquer tarefa carece por parte do aluno de aprendizagem e consequentemente da respectiva prática para a sua melhoria. Sobre o treinador recai a responsabilidade de observar e tomar as decisões mais acertadas tendo em conta as diferentes características, necessidades e objetivos de cada aluno.
Por isso, na PTX entendemos que cada treino deve ser encarado como fazendo parte de um processo que implica avaliar a estrutura, despistar eventuais riscos de forma a aplicar uma lógica de progressão que vise a melhoria da disponibilidade e resposta motora do aluno/ cliente. Este processo deverá ter sempre o devido suporte científico a nível de controlo motor, mecânica do exercício e fisiologia de forma a respeitar as propriedades e potenciar as adaptações de cada individuo.
Parece-lhe divertido? Deixamos a resposta a esta pergunta em aberto.

Texto de Gonçalo André

blog

Treino online
Treino de força
Treino ao ar livre
Treino
Testemunho
Terapia Ocupacional
Sem categoria
Reflexão da Semana
Prevenção de lesões
Preparação Física
Preparação Física
Postura
Personal Trainer
Músculos
Multidisciplinaridade
Golfe
Futebol
Fisioterapia Desportiva
Fisioterapia
Exercício Físico
Exercício Clínico
Entrevista
Ensino
Educação
Direito Desportivo
Desporto juvenil
Comunicação
Ciência
Cardio
Cancro
Biomecânica
atividade física