Envelhecimento
20 de Janeiro, 2023

Idade e o potencial da prática do exercício físico

Provavelmente, quando chegado a uma determinada idade, já ouviu dizer que “as dores e desconfortos no nosso corpo fazem parte de um normal processo de envelhecimento” ou até que “com determinada idade já se é demasiado velho para se começar a treinar”. Isto pode ser algo vulgar e aceite por muitos com base no nosso senso comum.

São bastante comuns é verdade, mas também o é que não representam toda a realidade, pois existe potencial para melhorar o bem estar físico, mesmo em idades mais avançadas.

A idade, por si só, não deverá ser a única variável a considerar, pois a quantidade de “movimento” presente, desde tenra idade, na nossa vida, é também ela indicadora de melhores níveis de saúde e menor risco de morte.

Esta ideia foi ampliada num estudo recente, abrangendo adultos com idade mais avançada. Ou seja, podemos “colher” grande parte do potencial do exercício físico mesmo que não tenhamos grande historial de relação com o mesmo. Isto são boas notícias para quem nunca realizou exercício físico.

Já um outro estudo tinha chegado a uma discussão similar, que a prática de exercício físico em adultos de meia-idade, sem historial de hábitos de exercício físico, ajudava a diminuir o risco de doença cardíaca.

Idade e o potencial da prática de exercício físico
Idade e o potencial da prática de exercício físico

De forma conclusiva, quanto mais cedo começarmos melhor mas nunca é tarde para o fazer.

Depois de esclarecermos estas questões é importante perceber como podemos atrair essas mesmas pessoas para a prática regular e consistente.

Algumas estratégias, a curto e longo prazo, devem sem implementadas. Educar as gerações mais novas é uma delas, e a mais óbvia em nosso entender. Depois, temos de repensar o fitness em geral e perceber o que fazer mais para atrair essas pessoas para espaços onde o possam praticar em segurança, ou pelo menos terem orientação para o fazerem.

Gostaríamos de perceber, da parte do leitor, que estratégias acharia interessantes para concretizarmos esse objetivo.

Bons treinos.

Referências:

  • Reversing the Cardiac Effects of Sedentary Aging in Middle Age—A Randomized Controlled Trial | Circulation (ahajournals.org);
  • Saint-Maurice PF, Coughlan D, Kelly SP, et al. Association of Leisure-Time Physical Activity Across the Adult Life Course With All-Cause and Cause-Specific Mortality. JAMA Netw Open. 2019;2(3):e190355. doi:10.1001/jamanetworkopen.2019.0355;
  • Wannamethee SG, Shaper AG, Lennon L, Whincup PH. Height loss in older men: associations with total mortality and incidence of cardiovascular disease. Arch Intern Med. 2006 Dec 11-25;166(22):2546-52. doi: 10.1001/archinte.166.22.2546. PMID: 17159023.

blog

Treino online
Treino de força
Treino ao ar livre
Treino
Testemunho
Terapia Ocupacional
Sono
Sem categoria
Saúde Mental
saúde
Reflexão da Semana
Prevenção de lesões
Preparação Física
Preparação Física
Postura
Personal Trainer
Perda de Peso
Osteoporose
ossos
obesidade
Nutrição
Músculos
Multidisciplinaridade
Medicina
Golfe
genética
Futsal
Futebol
Fisioterapia Desportiva
Fisioterapia
Exercício Físico
Exercício Clínico
escoliose
Envelhecimento
Entrevista
Ensino
Educação
Dor
Direito Desportivo
Diabetes
Desporto juvenil
Cycling
crianças
Comunicação
coluna
Ciência
Cardio
Cancro
Biomecânica
Atletismo
atividade física
Alto Rendimento
Ver todas as Categorias