Análise biomecânica Lateral Raise deitado
Biomecânica
3 de Julho, 2021

Análise biomecânica do Lateral Raise deitado

O mesmo movimento pode determinar diferentes resistências para o mesmo músculo dependendo da maneira como nos posicionamos no espaço, especialmente quando lidamos com a força da gravidade, isso mesmo podemos ver neste exercício – Lateral Raise deitado comparativamente a um outro exercício já aqui analisado.

 

Lateral Raise deitado
Lateral Raise deitado

Na verdade realizar o Lateral Raise deitado ou em pé tem implicações totalmente diferentes para os abdutores do ombro, os responsáveis por fazer o movimento acontecer.

Como podemos observar, na imagem da esquerda, à medida que elevamos ligeiramente o braço encontramos a maior resistência ao longo da amplitude do exercício, o mesmo será dizer que é perto desta zona que o exercício será mais difícil/desafiante para o executante. Depois à medida que finalizamos a abdução do braço, até ao máximo de 90 graus (imagem da direita), o exercício vai sendo cada vez mais fácil por diminuição do braço de momento (BM). Ao invés, quando realizamos o Lateral Raise na posição ereta, a variação da resistência é totalmente oposta, ou seja, o exercício inicia-se de maneira bastante fácil e assim que alcançamos novamente os 90 graus de abdução do ombro é quando encontramos a maior resistência.

Depois temos ainda de considerar que existem diferentes oportunidade de nos posicionarmos entre o Lateral Raise deitado e o ereto, se escolhermos uma posição intermédia teremos uma variação da resistência novamente diferente.

O que podemos, de uma forma generalista, retirar destes diferentes cenários é que todos eles proporcionam diferentes oportunidades para diferentes executantes. Haverá entre eles opções mais interessantes mas caberá no final ao treinador analisar o risco/benefício de todos eles.

Acima de tudo pretendemos demonstrar através destes exemplos, nomeadamente o Lateral Raise deitado, o quão é importante sabermos analisar todos as circunstâncias de um determinado exercício se queremos particularizar e entregar a melhor experiência de treino.

Continuação de bons treinos.

Referências:

  • Adaptado de: RTS (Resistance Training Specialist) – Tom Purvis.

blog

Treino online
Treino de força
Treino ao ar livre
Treino
Testemunho
Terapia Ocupacional
Sem categoria
saúde
Reflexão da Semana
Prevenção de lesões
Preparação Física
Preparação Física
Postura
Personal Trainer
Perda de Peso
Osteoporose
Nutrição
Músculos
Multidisciplinaridade
Golfe
Futebol
Fisioterapia Desportiva
Fisioterapia
Exercício Físico
Exercício Clínico
Entrevista
Ensino
Educação
Direito Desportivo
Diabetes
Desporto juvenil
Comunicação
Ciência
Cardio
Cancro
Biomecânica
Atletismo
atividade física